PRÉ-CANDIDATO DO PDT – SUGERE QUE A UNIFICAÇÃO DA OPOSIÇÃO É ESSENCIAL

O advogado Allan Schroeder (na foto com Claudir), um dos pré-candidatos anunciados pelo PDT de Balneário Camboriú para concorrer ao cargo de prefeito, disse que o partido está trabalhando pela unificação das oposições para a escolha de uma chapa única para enfrentar as próximas eleições municipais.

A GESTÃO NILZA SIMAS ASSISTE PASSIVA E COVARDEMENTE OUTROS MUNICÍPIOS IMPLEMENTAREM PROGRAMAS DE TRANSPORTE TARIFA ZERO   

- Advertisement -

Por José Santana

“Bombinhas, Bal. Piçarras, Balneário Camboriú implantaram tarifa zero para o transporte público, e agora Florianópolis, pode ser a primeira capital adotar tarifa zero para o transporte coletivo”

Itapema: Há 20 anos, venho defendendo a regulamentação do transporte gratuito em Itapema e para cidades litorâneas. Em 2002, fiz um editorial prospectando o futuro da cidade de Itapema, usei a Tribuna da Câmara para alertar os gestores sobre temas importantes que deveria ser implementado, fim da Casan e concessão do esgoto ambiental, das criminosas feiras de verão, programa de habitação, lembro que fui a comissão dos direitos humanos denunciar a omissão do governo petista a respeito das crescentes invasões e moradias precárias ao entorno dos morros e ao lado do presídio de Itapema.

“Sempre sugeri como exemplo, a gestão da cidade Ivaiporã/PR, a primeira cidade do Brasil a implantar o transporte gratuito para todos, um modelo positivo que causou grande impacto no desenvolvimento da cidade, sobretudo na qualidade de vida dos trabalhadores, levando em consideração a cultura do uso do transporte a médio prazo impactou positivamente na mobilidade urbana em todos os aspectos, na geração de oportunidades, distribuição de renda, na economicidade pública e no bolso dos usuários com renda inferior a dois salários mínimos. Um dado importante, com a melhoria na qualidade do transporte, outros setores sentiram uma queda nos índices de violência, no desemprego, impactou positivamente a alta estima de todo o tecido social”

Em 2012, registrei pré-candidatura a vereador e no programa elenquei como proposta a implementação do Lote Social e o Transporte Público Gratuito para todos.  Na ocasião, uma parcela da população economicamente ativa recepcionou com bons olhos, outros me acusaram de agir demagogicamente e de propor algo sem uma avaliação ou estudos fundamentados. Como é de praxe sempre que apresentamos uma proposta devemos justificar e apresentar o desenho do projeto, mas isso, foi feito, explicado publicamente para todos os governos que governaram desde o ano de 2004 a 2022.

Desde então, as cidades catarinenses elaboram estudos, foram as pesquisas e encontram elementos eficazes para a implementação legal do transporte público, para os desavisados, no Art. 6º CF assegura o Direito ao Transporte Público a todos os cidadãos. Tão logo, vimos aos logos deste período as cidades saltarem em crescimento demográfico e comprometer a mobilidade urbana a tal ponto, que cidades catarinenses como Bombinhas, a primeira cidade a tomar a iniciativa de conceder o Transporte Gratuito, em seguida Balneário Camboriú e esta semana, Balneário Piçarras anunciou a implementação do modelo de transporte gratuito.

Ontem, a Prefeitura da Capital, Florianópolis, anunciou um projeto em fase de estudos para transformar suas linhas de transporte coletivo em tarifa Zero, ou seja, gratuita para todos. Se conseguir viabilizar, poderá ser a primeira capital no país a aderir ao modelo. https://www.nsctotal.com.br/colunistas/dagmara-spautz/prefeitura-de-florianopolis-estuda-tarifa-zero-no-transporte-coletivo

A cidade de Itapema, não rompeu ainda com o contrato precário e omisso com a empresa exploradora de transporte, por não reconhecer a precariedade do sistema falido; por não entender de gente; por não entender de gestão eficiente de serviços públicos; por desconhecer a regulamentação do Art. 6º CF: Por não levar a sério o impacto gigantesco do crescimento demográfico regional.

A cidade continua com a mesma infraestrutura do ano de 2000, nada foi feito investimentos planejados para minimizar o impacto deste crescimento populacional. A cidade cresce sua infraestrutura de moradias de alto padrão, e não fizeram quaisquer investimentos estratégicos para alargar as avenidas, desapropriar trechos importantes, elevar a BR101 para aberturas de túneis, alargar as marginais.

Desta feita, a de observar que cidades da região está avançando na estruturação do modelo de gestão planejada, pensada com esquipe de gestores técnicos e profissionais para orientar no planejamento urbano presente e futuro.

Infelizmente, estamos com inveja branca de cidades com menor densidade demográfica com Bombinhas e Balneário Piçarras que ousaram implementar o transporte público com tarifa zero, não pensado somente em beneficiar quem mais precisa do transporte, mas preocupados em elevar a cultura do uso do transporte público para diminuir o uso de veículos que trancam o trânsito, ruas e avenidas nos horários de pico. Considerando o impacto positivo no bolso do trabalhador, melhorias na qualidade do ar, no ambiental, na economicidade e de segurança pública.

Estas informações foram levadas ao público, via série de reportagens, editorias, artigos e denúncias de forma clara e objetiva, alertando os governos itapemenses ao logo destas duas décadas da importância da tarifa zero e de seus efeitos micro e macro, a médio e logo prazo, para o desenvolvimento sustentado de Itapema.

José Santana
jornalista (DRT3982/SC) Especializando em Gestão Pública
Me siga @josesantanasc.
WhatsApp 47 99660 2945

Redação
Redaçãohttps://www.instagram.com/folhadoestadosc/
Portal do notícias Folha do Estado especializado em jornalismo investigativo e de denúncias, há 20 anos, ajudando a escrever a história dos catarinenses.
- Advertisement -
Must Read
- Advertisement -
Related News