CIPLA CONDOR GANHA SELO GPTW COMO EXCELENTE EMPRESA PARA TRABALHAR

A CIPLA Condor Indústria Plástica acaba de receber o prestigioso selo GPTW, que a reconhece como uma excelente empresa para trabalhar. Essa certificação é fruto de uma criteriosa pesquisa de clima organizacional realizada entre os dias 18 de março e 1° de abril.

BRASÍLIA: EX-DIRETOR DA PRF, SILVINEI VASQUES É PRESO EM OPERAÇÃO QUE INVESTIGA 2º TURNO DAS ELEIÇÕES

- Advertisement -

ELE FOI PRESO PREVENTIVAMENTE NA MANHÃ DESTA QUARTA

O ex-diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal Silvinei Vasques foi preso preventivamente na manhã desta quarta-feira (9), em uma operação sobre interferência no segundo turno das eleições de 2022. A prisão ocorreu em Florianópolis. Os mandados foram autorizados pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes.
Em 30 de outubro, dia do segundo turno, a PRF realizou blitze que interferiram na movimentação de eleitores, sobretudo no Nordeste, onde Lula (PT) tinha vantagem sobre Jair Bolsonaro (PL) nas pesquisas de intenção de voto. Na véspera, o diretor-geral da PRF havia declarado voto em Bolsonaro.
No domingo do segundo turno, Alexandre de Moraes determinou a suspensão imediata das blitze, sob pena de prisão de Vasques. A ordem, no entanto, foi desrespeitada pela PRF.
O g1 e a TV Globo tentaram contato com a defesa de Silvinei Vasques. A TV Globo também pediu posicionamento da PRF e aguarda retorno. Ninguém respondeu até este momento.
Há ainda 10 mandados de busca e apreensão sendo cumpridos no Rio Grande do Sul, no Distrito Federal, em Santa Catarina e no Rio Grande do Norte contra diretores da PRF na gestão Silvinei. Não há mandados de prisão contra eles. Ainda como parte da operação, batizada de Constituição Cidadã, a Polícia Federal deve ouvir 47 membros da PRF.
Segundo a PF, os crimes investigados incluem: prevaricação (que é quando um servidor público deixa de exercer o seu dever), violência política (impedir, com emprego de violência física, sexual ou psicológica, o exercício de direitos políticos), e impedir ou atrapalhar a votação (crime previsto no Código Eleitoral). O inquérito para apurar essas operações da PRF em rodovias foi aberto ainda em novembro de 2022.

Por Camila Bomfim, Camila Bomfim, Isabela Camargo e Fábio Amato — GloboNews e TV Globo, em Brasília

Redação
Redaçãohttps://www.instagram.com/folhadoestadosc/
Portal do notícias Folha do Estado especializado em jornalismo investigativo e de denúncias, há 20 anos, ajudando a escrever a história dos catarinenses.
- Advertisement -
Must Read
- Advertisement -
Related News