- Advertisement -
InícioEntretenimentoCauã Reymond revela depressão e outras sequelas de cirurgia no quadril

Cauã Reymond revela depressão e outras sequelas de cirurgia no quadril

- Advertisement -


source
Cauã Reymond, ator
Instagram

Cauã Reymond, ator

Aos 41 anos, Cauã Reymond diz que vem tirando algumas lições com a maturidade. A busca pela espiritualidade, depois de perdas recentes, é uma delas. O ator, que vem brilhando como gêmeos em “Um lugar ao sol”, revela ter aprendido também a não só cuidar do corpo, mas também de sua saúde mental. “Com a maturidade que vem chegando, perdi pessoas queridas e comecei a ter uma relação com a saúde. Durante muitos anos, eu fui um cara saudável, atleta, mas acho que eu não entendia o quanto é importante era eu estar calmo aqui (mão na cabeça), relaxado aqui (mão no coração). Não adianta fazer todas as técnicas, todos os treinos, se você também não encontrar uma saúde emocional”, diz o ator no vídeo da entrevista à “GQ”, de Portugal.

Cauã ficou mais atento a isso principalmente depois de ter enfrentado sequelas da cirurgia que fez no quadril, em 2010. “O excesso de exercício físico pode ser prejudicial. Quando fiz uma novela chamada ‘Passione’, meu personagem era um ciclista e eu queria ficar com as pernas fortes. Comecei a malhar muito, pedalar, pedalar. Acabei operando meu quadril. Descobri que tinha uma má formação do fêmur. Tive que andar de muletas. Foi um momento difícil em todos os aspectos. A região do quadril é uma região difícil para namorar. Eu tive uma depressão por conta da endorfina. Eu estava acostumado a ter um xote de endorfina diário e parei de ter. Depois eu me recuperei, mas eu tive uma grande cicatriz. Não só física. Uma cicatriz na minha potência como homem”.

A perda da mãe, a astróloga Denise Reymond, que morreu vítima de um câncer em 2019, e de uma tia querida, em seguida, fizeram o galã se aproximar de sua espiritualidade: “Isso tem a ver com a forma que eu venho vivendo, conquistando coisas e me relacionando com as perdas. Sou um cara que oro. Nunca pedia proteção para os outros. Era só eu, eu, eu, eu. Agora tem espaço para outras pessoas”. Além da conversa à publicação portuguesa, Cauã Reymond posou para um belo ensaio que teve Arraial do Cabo como cenário. No paraíso, localizado na Região dos Lagos do Rio, aconteceram as filmagens de “A viagem de Pedro”, sobre Dom Pedro I e com direção de Laís Bodanzky. Algumas cenas também foram rodadas em Portugal.


Fonte: IG GENTE

- Advertisement -
- Advertisement -
Social
15,000FãsCurtir
10,000SeguidoresSeguir
5,000SeguidoresSeguir
500InscritosInscrever
Ultimas Nóticias
- Advertisement -
Recem postados
- Advertisement -