PORTO BELO REALIZA SEGUNDO ENCONTRO DE PESCADORES NA PRAIA DO BAIXIO

Na última terça-feira (23), cerca de 50 pescadores locais reuniram-se para o Segundo Encontro de Pescadores no Município de Porto Belo. Organizado pelo Governo Municipal em parceria com a Secretaria da Pesca e com apoio da Fundação de Esportes,

Construtora acusa prefeito de dar calote

- Advertisement -

capaDois representantes da Construtora Roselaine – empreiteira licitada pela Prefeitura de Itapema em 2012, para a construção da nova escola Luiz Francisco Vieira, no bairro Ilhota – atenderam à convocação do vereador Vanio Cesar (PT) para dar explicações sobre a paralisação do projeto.
Segundo Vânio, o requerimento para que a empresa prestasse esclarecimentos sobre o abandono dessa obra pública, se deu diante da omissão do atual prefeito, Rodrigo Bolinha, que não respondeu aos inúmeros requerimentos enviados pela Câmara à Prefeitura, tratando desse assunto.
A presença dos representantes da Roselaine foi registrada nesta terça, dia 23/08, durante a 29ª Sessão Ordinária da Câmara de Itapema. O vereador lembrou que a há três anos vem cobrando providências em relação a obra paralisada.
O coordenador de obras da construtora, Rodrigo Monteiro, afirmou na Tribuna da Câmara que o impasse com a construção da nova escola do Ilhota se arrasta desde o início do governo Bolinha. “Iniciamos aquela obra em julho de 2012, e ela encontra-se inacabada até o momento por descaso da Prefeitura, neste caso, na gestão do prefeito Bolinha”, afirmou.

Amadorismos: Monteiro explicou que, após a nova gestão ter assumido a Prefeitura, a construção ficou oito meses sem fiscalização. “Ficamos travados, sem respostas diante dos entraves de obra. Com isso, o atraso no fechamento das paredes, pastilhas de acabamento, assim como luminárias e demais acabamentos, foram inevitáveis, atrasando muito o cronograma de nossa obra, atraso esse por conta de uma gestão de fiscalização ausente e aparentemente sem interesse nesse projeto”, afirmou o coordenador da empresa Roselaine.

Ineficiência: Ainda segundo Monteiro, a empreiteira buscou soluções, inúmeras vezes, junto à Procuradoria da Prefeitura, Controladoria, Secretaria de Planejamento, e até mesmo diretamente com o prefeito Bolinha. “Nada foi solucionado, formando um enorme descaso”.

Perícia: A empresa usou o seu tempo diante do plenário de Itapema, e se defendeu das acusações de que a obra da nova escola é inadequada e oferece riscos aos estudantes. “A construtora foi muitas vezes difamada nessa Casa, sem os autores conhecerem a veracidade dos fatos. Gostaria de informar que, conforme perícia executada esse ano, constatou-se que a nossa construção é sólida e segura, e destina-se ao fim que foi construída”, disse. Segundo ele, essas informações estão contidas no processo judicial instaurado entre a Roselaine, o Ministério Público e a Prefeitura de Itapema.roselaine

Calote?: A sócia proprietária da empresa, Roselaine, também usou a palavra para defender a idoneidade da sua construtora. Ela acusou a Prefeitura de Itapema de dar calote na empreiteira. “Eu espero que a Prefeitura me ressarça, porque eu ainda não recebi boa parte daquela obra. Em frente à escola tem várias faixas informando a comunidade da situação: ‘obra aguardando decisão judicial; Prefeitura anão pagou a obra’. Agora por que o pessoal do prefeito invadiu a escola pra tirar as faixas que foram colocadas lá? Isso é uma infração. Eles tiraram as faixas para que a comunidade não soubesse que eles não pagaram por aquela escola. E minha empresa tem que receber para pagar seus credores”, desabafou.

 

Prefeito de Itapema descumpriu a Lei?

Prefeito de Itapema
Rodrigo Costa (PSDB) prefeito de Itapema/2012/2016.

Ela afirmou, ainda, que a Prefeitura de Itapema “nunca pagou a construtora uma Nota Fiscal completa”, como manda a Lei. “Sempre recebemos picado, recebemos notas retroativas, o que me deixou numa situação financeira caótica. Quem tinha que estar aqui hoje dando explicações hoje, era o prefeito! Cadê o Bolinha?”, cobrou a empresária.
 Ela argumentou que nunca teve divergência com o governo anterior. “O prefeito da época visitava o campo de obra no mínimo duas vezes por semana, era centrado e havia diálogo. Mas quero registrar o descaso do prefeito Bolinha. Notifiquei em várias tentativas a Prefeitura, pedindo justamente regularização de várias questões, durante a execução do projeto, mas sempre fomos ignorados. Peço que a comunidade vá lá visitar e ver a construção, é uma escola muito bonita e falta pouquíssima coisa para ela ser concluída. E aquela obra está apta a começar a funcionar”, garantiu.   Roselaine reafirmou que a escola não oferece riscos, e que aguarda a decisão da justiça sobre o caso. Enquanto isso, os alunos da escola Luiz Francisco Alves, continuam na antiga estrutura, e a Prefeitura segue pagando aluguel para utilização daquele espaço, com recursos públicos.

NR:  Entramos em contato com assessoria de comunicação da prefeitura de Itapema para versão oficial, e até o fechamento desta edição os mesmos não responderam  aos questionamentos, espaço continua a disposição?

Redação
Redaçãohttps://www.instagram.com/folhadoestadosc/
Portal do notícias Folha do Estado especializado em jornalismo investigativo e de denúncias, há 20 anos, ajudando a escrever a história dos catarinenses.
- Advertisement -
Must Read
- Advertisement -
Related News

Isso vai fechar em 20 segundos