ITAJAÍ CHEGA AOS 164 ANOS COMO POTÊNCIA DO PRESENTE DE OLHO NO FUTURO

Em comemoração ao aniversário de 164 anos de Itajaí, celebrado neste sábado (15), serão distribuídas cinco mil fatias de bolo à população. O corte do bolo será a partir das 15h, na Praça Vidal Ramos (Marco Zero),

Educação municipal realiza exposição sobre literatura brasileira

- Advertisement -


Nesta semana o CEIM Brincar e Crescer realizou a exposição intitulada “Era uma vez: Contos e histórias da literatura infantil Brasileira”, que traz mostras de releituras produzidas pelas crianças sobre a vida e obra dos autores Mauricio de Souza, Ana Maria Machado, Mário Quintana, Eva Furnari, Monteiro Lobato, Pedro Bandeira, Ruth Rocha e Ziraldo. A exposição é resultado de um projeto institucional que envolveu todas as turmas do CEIM, professores e equipe pedagógica.

Após pesquisa e estudo, as crianças realizaram diversas atividades, tais como: reconhecer a relação das figuras, ilustrações com o texto das histórias contadas, recontar histórias ouvidas, planejar roteiros de vídeos e encenações definindo contexto, personagens e estrutura da história.

A professora, Daniela Meneses de Camargo Cofferi, de uma das turmas de Crianças Pequenas, relata que foram apresentados para as crianças que trabalhariam o tema sobre a literatura brasileira. “Percebeu-se que as crianças despertaram o interesse pelo autor Monteiro Lobato ao descobrirem que quando o autor era criança não havia livros infantis. Aí, ele começou a pensar porque não escrever literatura infantil e começou a escrever histórias sobre o sítio porque gostava muito de ir ao sítio da família. A professora relata que os pais lembraram-se da infância através de seus filhos, muitos passaram a assistir filmes que contam as histórias desses autores com as crianças. Até mesmo as crianças que estavam no remoto participaram e se envolveram com todas as atividades, até mesmo com a receita do pãozinho da tia Anastácia que foi produzido com os alunos em sala.

O entusiasmo e o envolvimento nas atividades é relatado pelo Gabriel Bordin Munaro, da turma de Crianças Pequenas, quando diz “achei muito legal fazer a Kuka, a Emília e todos os outros e também o pãozinho da tia Anastácia. Estava muito bom eu levei para casa”.

A mãe, Cristiane Sjlender, se emociona quando diz: “esses dias quando minha filha chegou à mesa no almoço e falou que quem criou a história da turma da Mônica que elas (a filhas) assistem em casa foi o Maurício de Souza, nós ficamos encantados, porque ela tem cinco anos e habitualmente eles não conhecem o nome do criador de uma historinha”. A mãe ainda diz, “hoje quando cheguei e olhei os trabalhinhos eu imaginei toda a dedicação dos professores e o quanto envolveram eles, isso emociona”.

Redação
Redaçãohttps://www.instagram.com/folhadoestadosc/
Portal do notícias Folha do Estado especializado em jornalismo investigativo e de denúncias, há 20 anos, ajudando a escrever a história dos catarinenses.
- Advertisement -
Must Read
- Advertisement -
Related News