ELEIÇÃO NO SENADO: PACHECO X MARINHO

- Advertisement -

Eleição para presidência do Senado acontece nesta quarta-feira (1º), quando estarão frente a frente os senadores Rodrigo Pacheco (PDS) que busca a reeleição com apoio do governo, Rogério Marinho (PL) com apoio dos bolsonaristas e Eduardo Girão (Podemos) candidato avulso. Nesta terça-feira, véspera da eleição, a disputa para o cargo estava bastante acirrada entre dois principais candidatos: Rodrigo possui o maior número de votos, mas o apoio ao candidato do PL vem crescendo nos últimos dias. Para vencer, o candidato precisa de metade mais um dos votos favoráveis dos demais senadores. Se ninguém atingir esse número, a votação vai para o segundo turno.

A força dos partidos

No sábado (28), a bancada do PSD – partido de Pacheco – se tornou a maior do Senado, com 14 senadores, devido à filiação de Mara Gabrilli (SP), que saiu do PSDB. O posto antes era ocupado pelo PL de Marinho, partido que elegeu mais senadores e que agora é a segunda maior bancada, formada por 13 parlamentares. Porém, apesar de liderar em número de senadores, até a tarde desta terça o PSD ainda não havia divulgado apoio público a Pacheco, que segundo se comenta, não é consenso entre todos os colegas de legenda.

Veja como está a divisão dos partidos

Declararam apoio a Rodrigo Pacheco
PSD: 14 senadores
MDB: 10 senadores
PT: 9 senadores
PDT: 3 senadores
PSB: 2 senadores
Cidadania: 1 senador
Rede: 1 senador

Declararam apoio a Rogério Marinho

PL: 13 senadores;
PP: 6 senadores;
Republicanos: 4 senadores.

Ainda não haviam se posicionado

União Brasil: 10 senadores;
Podemos: 5 senadores;
PSDB: 3 senadores.

Redação
Redaçãohttps://www.instagram.com/folhadoestadosc/
Portal do notícias Folha do Estado especializado em jornalismo investigativo e de denúncias, há 20 anos, ajudando a escrever a história dos catarinenses.
- Advertisement -
Must Read
- Advertisement -
Related News