DEFESA CIVIL ALERTA PARA VOLUMES ALTOS DE CHUVA NO RS

A Defesa Civil do Rio Grande do Sul emitiu na noite de terça-feira (21) um novo alerta para chuvas intensas no estado, com volumes que podem ficar entre 120 mm e 150 mm na metade sul do estado para os próximos dois dias. 

GOVERNADOR JORGINHO MELLO FAZ BALANÇO DOS PRIMEIROS SEIS MESES

- Advertisement -

SAÚDE E EDUCAÇÃO TIVERAM A PREFERÊNCIA

Os primeiros seis meses do governo Jorginho Mello foram marcados pela concretização dos projetos previstos para a Educação e para a Saúde do Estado, com a criação do Programa Universidade Gratuita e a redução em 50% da fila de espera por cirurgias eletivas.

“Poder ajudar as famílias a terem seus filhos na universidade é um sonho que realizo dentro de outro sonho, o de ser governador do Estado”, disse Jorginho Mello sobre as mais de 36 mil vagas que estarão sendo oferecidas gratuitamente nesse segundo semestre de 2023 nas universidades comunitárias da Acafe.
Na área da Saúde, a meta para zerar a fila também é desafiadora, mas segue ao longo de 2023. Até o momento, foi reduzida praticamente pela metade a quantidade de pessoas que ainda em janeiro, no início do mandato, esperavam por uma cirurgia quando assumimos a atual gestão. Foram mais de 50 mil cirurgias eletivas realizadas no Mutirão da Saúde, solucionando problemas médicos para alguns catarinenses que aguardavam na fila há até 5 anos por um procedimento médico.
“Avançamos, mas precisamos avançar mais. A gente queria já ter conseguido zerar essa fila de espera, mas nos deparamos com os hospitais estaduais caindo aos pedaços. Estamos fazendo parcerias com os hospitais filantrópicos enquanto consertamos esse estrago de anos de abandono para avançarmos ainda mais rápido com o mutirão neste segundo semestre do ano”, explicou o governador Jorginho Mello, destacando as filas praticamente zeradas de exames e cirurgias para pacientes com câncer, que precisam ser atendidos o mais rápido possível pela Saúde.
Ao mesmo tempo, dentro do Mutirão da Saúde, estão sendo realizados os exames necessários para avaliar a necessidade de cirurgias para milhares de outros pacientes que aguardavam uma resposta do sistema público de Saúde.
O semestre também foi marcado pela governança, com destaque para o saneamento das finanças públicas, especialmente pelo Pafisc – Plano de Ajuste Fiscal de Santa Catarina e pela reforma tributária, que deu protagonismo a setores estratégicos e rearranjou as estruturas a custo zero.
A segurança ficou marcada pelo investimento em estruturas, equipamentos e pessoal – e pelo programa Escola Segura, que gradualmente chega às escolas de todo o Estado.
O governo também apostou na comunicação e transparência, com o lançamento da Agência Catarinense de Notícias, que reúne informações de todas as áreas de governo para imprensa e cidadãos.

NR: Até aqui tudo vai indo muito bem, aparentemente. Sim, porque em questões de política o governador vem governando em duas frentes diferentes: 1. com um pé atrás em relação ao governo federal; 2. ainda está umbilicalmente ligado ao governo anterior. Isso, a longo prazo pode vir a ser uma faca de dois gumes. E, com certeza, não é o que o Estado necessita! Podemos estar errados mas… prudência e caldo de galinha não fazem mal a ninguém!

Redação
Redaçãohttps://www.instagram.com/folhadoestadosc/
Portal do notícias Folha do Estado especializado em jornalismo investigativo e de denúncias, há 20 anos, ajudando a escrever a história dos catarinenses.
- Advertisement -
Must Read
- Advertisement -
Related News