DEFESA CIVIL ALERTA PARA VOLUMES ALTOS DE CHUVA NO RS

A Defesa Civil do Rio Grande do Sul emitiu na noite de terça-feira (21) um novo alerta para chuvas intensas no estado, com volumes que podem ficar entre 120 mm e 150 mm na metade sul do estado para os próximos dois dias. 

IDA DE XI JINPING À RÚSSIA É VISTA COMO POSITIVA POR LULA

- Advertisement -

 

Viagem de Lula tem vantagem com ida de Xi Jinping à Rússia

A viagem do presidente Lula (PT) para China é motivo de grande interesse entre a comunidade brasileira e internacional. A ida de Luiz Inácio para o país do presidente Xi Jinping está prevista para este sábado (25) e poderá marcar o impacto do Brasil no exterior. Na mesma semana da viagem de Lula para China, Xi Jinping fez uma visita na manhã desta terça-feira (21) ao presidente da Rússia, Vladimir Putin. Com a mensagem de que busca um papel de conciliador na Guerra da Ucrânia, países como os Estados Unidos veem como uma possibilidade da China ajudar sua antiga aliada. Enquanto é vista como uma possível movimentação a favor da Rússia, o presidente Lula encara a ida do presidente chinês até Moscou como uma ajuda para agenda do governo brasileiro no exterior. Entenda situação.

PUTIN RECEPCIONA XI

LULA VÊ IDA DE XI COMO POSITIVA

Segundo o colunista Jamil Chade para o site do Uol, o presidente Lula analisa a ida de Xi Jinping à Rússia como uma vantagem para o que pretende fazer em sua viagem na China. Para Lula, a viagem do líder chinês para Moscou indica uma ação mais conciliatória da China com relação à guerra, o que poderá ser tópico de conversa durante a viagem do petista ao país do Oriente. O governo brasileiro considera que uma postura chinesa que busque o fim do conflito entre Ucrânia e Rússia permitirá maior espaço para Lula reforçar sua proposta durante a viagem na China e abrirá mais possibilidade para o Brasil ser visto como país conciliatório.

PRIMEIRO ENCONTRO SERÁ DIA 28


O presidente deverá ficar em Pequim por cerca de quatro dias, de acordo com fontes ouvidas pela Reuters, em uma agenda complexa que prevê uma missão empresarial, discussões sobre comércio, a guerra na Ucrânia e a mudança na presidência do Banco dos BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), que já vem sendo negociada com os demais países-membros. A visita à China, principal parceiro comercial do Brasil, é tratada pelo governo como uma das mais importantes deste ano, em conjunto com a viagem, no início deste mês, a Washington. Lula vem dizendo que quer recuperar a relação com o país, abalada durante o mandato de Jair Bolsonaro, que por diversas vezes acusou os chineses de quererem dominar o Brasil.

DIPLOMATAS SÃO REALISTAS

De acordo com Chade, os diplomadas brasileiros estão mais realistas quanto ao papel do país nas negociações de paz, mas consideram que a movimentação chinesa permitirá sim maior envolvimento do Brasil, caso a conversa durante a viagem de Lula para China se mostre positiva. Com isso, a viagem de Lula na China também poderá trazer esse tema como tópico, durante a conversa entre o presidente e Xi Jinping, no próximo dia 28 de março. Uma das principais metas de Lula como presidente da República é melhorar a visão internacional do Brasil. Agir como interlocutor para as negociações pelo fim da guerra da Ucrânia traria vantagens nesse ponto de vista.

Redação
Redaçãohttps://www.instagram.com/folhadoestadosc/
Portal do notícias Folha do Estado especializado em jornalismo investigativo e de denúncias, há 20 anos, ajudando a escrever a história dos catarinenses.
- Advertisement -
Must Read
- Advertisement -
Related News