IMENSIDÕES DO BRASIL INICIA FALANDO DE UMA DAS PRINCIPAIS CIDADES BRASILEIRAS

- Advertisement -

Por L. Pimentel

Neste sábado, 06.07.2024, vamos começar a falar um pouco sobre as imensidões do mundo, começando hoje pela cidade de Foz do Iguaçu, um município brasileiro localizado na fronteira oeste do Brasil, interligando-a com o Paraguai, pela Ponte da Amizade, e com a Argentina.

Foz do Iguaçu, cidade no estado do Paraná, é a principal base para o turista visitar as famosas Cataratas do Iguaçu, uma das maiores cachoeiras do mundo. Com uma extensão de 2,7 km e atravessando a fronteira com a Argentina, as cataratas são formadas por centenas de cascatas, entre elas a Garganta do Diabo, com 80m de altura. Passeios em barcos infláveis durante os quais os turistas ficam encharcados pelo lançamento de espuma são formas comuns de apreciar esse espetáculo natural.

Vista das Cataratas do Iguaçu.

A população de Foz do Iguaçu, conforme estimativas do IBGE de 2018, era de 258.823 habitantes. A distância rodoviária até a Capital do estado é de 643 quilômetros e sua área territorial é de 617,701 km², dos quais 61,200 km² estão em perímetro urbano. Segundo artigo publicado pela revista Exame em março de 2014, Foz é o terceiro destino de turistas estrangeiros no país e o primeiro da região Sul. 

Vista aérea da área central da cidade.

Conhecida internacionalmente pelas Cataratas do Iguaçu, uma das vencedoras do concurso que escolheu as 7 Maravilhas da Natureza, e pela Usina Hidrelétrica de Itaipu, a segunda maior do mundo em tamanho e primeira em geração de energia, que em 1996 foi considerada uma das 7 Maravilhas do Mundo Moderno pela Sociedade Americana de Engenheiros Civis.

Bar de Gelo, atração turística da cidade.

A cidade integra uma região urbana com mais de 700 mil habitantes, constituída também por Ciudad del Este, no Paraguai e Puerto Iguazú, na Argentina, países com os quais a cidade faz fronteira. Iguaçu é topônimo indígena, podendo ser decomposto originalmente em Y (água) e guazú (grande), ocorrendo, por acréscimo de uma vogal, a atual denominação. Seus moradores são designados usualmente pelo gentílico iguaçuenses.

Ponte da Amizade que liga o Brasil ao Paraguai.

PRIMEIROS POVOS E FUNDAÇÃO

Pesquisas arqueológicas realizadas pela Universidade Federal do Paraná no espaço brasileiro do reservatório de Itaipu, antes de sua formação, situaram em 6.000 a.C. os vestígios da mais remota presença humana na região. Vários grupos humanos sucederam-se ao longo dos séculos. Os últimos que precederam os europeus (espanhóis e portugueses) eram os índios. Em 1542, o espanhol Álvar Núñez Cabeza de Vaca chegou ao rio Iguaçu e por ele seguiu guiado por índios caigangues, atingindo as Cataratas e batizando-o de Paraguai. É registrado como o “descobridor” das Cataratas. Em seu diário, ele narra a própria vivência no início da colonização europeia nas Américas.

Todos os sábados estaremos contando a história de alguma parte do Brasil ou do Mundo. Até lá e um ótimo fim de semana a todos.

Redação
Redaçãohttps://www.instagram.com/folhadoestadosc/
Portal do notícias Folha do Estado especializado em jornalismo investigativo e de denúncias, há 20 anos, ajudando a escrever a história dos catarinenses.
- Advertisement -
Must Read
- Advertisement -
Related News