ITAJAÍ: PRESIDENTE DA AMFRI ESTEVE COM A DIREÇÃO DA ARTERIS LITORAL SUL

- Advertisement -

AMFRI QUER RESOLVER OS PROBLEMAS DE TRÁFEGO NA BR101

 O presidente da AMFRI e prefeito de Bombinhas, Paulo Henrique Dalago Muller, juntamente com o prefeito de Penha, Aquiles da Costa e o Diretor Executivo do CIM-AMFRI, Jaylon Jander, foram até o município de São José dos Pinhais, no Paraná, na semana passada, para uma reunião com a diretoria da Arteris Litoral Sul.
Objetivo da reunião foi buscar soluções na BR-101, principalmente no trecho que envolve os municípios da região da AMFRI. A ideia era que se encontrasse soluções a curto e longo prazo para o probleme. Existem propostas de projetos que estão sendo estudados em conjunto mas também há propostas que possam auxiliar a minimizar o congestionamento, como por exemplo, a liberação do acostamento em determinados horários onde o fluxo de veículos é intenso.
—- No momento há uma enorme dificuldade de locomoção no trecho entre Barra velha e Tijucas e isso atrapalha não apenas o turismo, mas também o desenvolvimento dos nossos municípios e por isso os 11 prefeitos da AMFRI estão juntos nessa missão para que possamos ter a melhor solução o mais rápido possível —afirmou o presidente Paulo Henrique Dalago Muller.
Após a reunião, avaliada como promissora, foi definido que o próximo passo é marcar uma outra reunião entre os prefeitos da AMFRI, Arteris, ANTT e a Bancada Catarinense para que as decisões tomadas sejam aplicadas e os projetos iniciados no mais breve possível.

ESTUDO JÁ FOI APRESENTADO

Vale lembrar que os representantes da Arteris já apresentaram alguns estudos para solucionar o problema do congestionamento, como a implantação de vias laterais contínuas nos sentidos norte e sul, incluindo construção de pontes, entre os km 108 até o km 124; ampliação de capacidade do trevo com a BR-470/SC (Blumenau-Navegantes), com implantação do segundo viaduto e vias laterais contínuas na BR-101/SC e as terceiras faixas sobre acostamento entre os km 111 ao km 125 Norte e Sul. Esses projetos apresentados foram elaborados e aguardam aprovação da ANTT. Exatamente por isso já houveram reuniões entre os envolvidos para buscar uma aprovação em comum acordo.

AÇÃO DO ANO PASSADO

Uma ação foi protocolada judicialmente com a autorização expressa dos onze prefeitos e prefeita dos municípios que formam a entidade – com base nas gigantescas filas que se formam no trecho de uma das regiões que mais cresce no Estado de Santa Catarina. Ao longo dos últimos meses, os técnicos da AMFRI elaboraram um dossiê da situação e fizeram uma análise do programa de investimentos previstos pela concessionária para o trecho de aproximadamente 40 quilômetros.

NOTA DA REDAÇÃO

Já estamos no início de setembro e a situação que já está ruim pode piorar caso não haja uma solução rápida para o problema da BR101. Sabemos que não é fácil, especialmente pela falta de espaço físico, mas os técnicos (que são especialistas no assunto) devem fazer um grande esforço para resolver a questão. Caso contrário, com a chegada da temporada de verão, a situação só tende a se agravar. É preciso urgência para que se resolva (ou pelo menos diminua) esse problema tão crucial para a vida das cidades lindeiras à Rodovia. Achamos mesmo que todos os órgãos como AMFRI, ANTT, Departamento de Rodovias além da Arteris Litoral Sul devem chegar a um acordo que viabilize com urgência essa questão.

Foto: Felipe Franco

Redação
Redaçãohttps://www.instagram.com/folhadoestadosc/
Portal do notícias Folha do Estado especializado em jornalismo investigativo e de denúncias, há 20 anos, ajudando a escrever a história dos catarinenses.
- Advertisement -
Must Read
- Advertisement -
Related News