- Advertisement -
InícioNotíciasITAPEMA A "BALNEÁRIO DO SEM" TERRA SEM LEI, ORDEM E DESGOVERNADA TEM...

ITAPEMA A “BALNEÁRIO DO SEM” TERRA SEM LEI, ORDEM E DESGOVERNADA TEM VIRADA DE ANO NO ESCURO A LUZ DE VELAS

- Advertisement -

Apagão na virada, ontem, 31, virada de ano, milhares de turistas na Meia Praia em Itapema tiveram uma mostra do governo que merece, o apagão de energia deixou da 22h30 até às 1h30min do dia 01, 90% do bairro sem energia.

A gritaria nas redes sociais tomou conta, contudo, para quem vive e conhece a realidade local sobe bem as causas, e são conscientes deste resultado, associação do desgoverno com falta de planejamento estrutural da gestão Nilza Simas, que não investem os recursos bilionários da Outorga Onerosa e dos impostos pagos pelos trabalhadores em infraestrutura, só para não esquecer os “puxa-sacos” e os serviçais pagos pela carteira da prefeita, a cidade é zero em mobilidade urbana, se “infarta” morre na ambulância do Samu em busca de uma UTI, não tem hospital, não tem uma sala de cinema, não tem um ginásio de esportes, não tem um Museu, não tem um teatro, a cidade tem a praia, e mal consegue fiscalizar e lacrar os despejos de esgotos clandestinos, ontem, por volta das 18hs, a Meia Praia tinha odores de esgoto.

Não há que se fazer considerações com relação ao formato de governo, esse estilo de gestão amadora vem sendo aprovado pelo povo e por seus visitantes, então, não há o que fazer além de pontuar o caos e permitir que os puxa-sacos e serviçais defensores do indefensável sigam defendendo o governo que merecem e abraçados com uma gestão que está no poder por mais de 30 anos.

O novo deles é a inércia e por essa razão a cidade não tem se quer um parque tecnológico industrial, isso revela que a vocação da cidade deve seguir sendo serviços, dormitório e passagem para turistas de baixo nível, a exemplo da gritaria nos prédios, berros, e som em níveis das estratosferas, motos e carros disputando maior giro de motor, volume de som e de queimas de pneus.

E os Caos instalado por todos os lugares, os turistas que numa emergência precise de um banheiro para fazer o n. 2 ou deve ir à casa dos bajuladoras, na casa da prefeita ou fazer ali mesmo na Praia ou se puder segurar e tiver visão noturna encontrar um bar ou uma lanchonete, imaginem em que pé que fica o nível sanitário da cidade?

A após uma enxurrada de críticas ao desgoverno da “famia”. A prefeita Nilza Simas não suportou os ataques de realidade e de verdades e desativou o Instagram, isso mostra, além do desdém, fraqueza para fazer o enfrentamento a crise, se declarando incompetente para dar uma solução ou ao menos apresentar um plano para impedir a série de apagões na Meia Praia. “Itapema, um “Balneário do Sem”, terra sem lei, sem ordem e desgovernada”

José Santana – Itapema/SC

Cerca de um milhão de turistas na praia de Itapema tiveram a virada no escuro e os banheiros?

Cerca de um milhão de turista em Itapema vieram prestigiar a vira de ano, para 2022, se estes dados procedem, vamos colocar o cérebro para funcionar, em sendo verdade ou próximo de um milhão de indivíduos, pensa ai, reflita toda essa gente na praia sem banheiro para fazer as necessidades fisiológicas, aquelas n, 01 e n 02, pensam nas condições sanitárias da cidade, no seu ponto de vista, “virada de merda”, então reaja! Quais as medidas que a sociedade organizada, Câmara Municipal, OAB, Entidades de Classes e dos outras lideranças da cidade podem tomar como atitude, pedir abertura de CPI para apurar o que fizeram com os recursos da Outorga Onerosa e dos impostos que somam cerca de R$ 270 milhões, ou pedir abertura de inquérito no âmbito do Ministério Público e da Polícia Judiciária (Delegacia) para apurar responsabilidade sanitária do governo e de seus agentes ou calar e achar que está tudo certo, que apagão, esgoto sendo despejados clandestinamente nas redes pluviais e essa multidão urinando e defecando nas águas da praia é normal?

- Advertisement -
Redaçãohttps://www.facebook.com/jornalfolhadoestadosc
Portal do notícias Folha do Estado especializado em jornalismo investigativo e de denúncias, há 20 anos, ajudando a escrever a história dos catarinenses.
- Advertisement -
Social
15,000FãsCurtir
10,000SeguidoresSeguir
5,000SeguidoresSeguir
500InscritosInscrever
Ultimas Nóticias
- Advertisement -
Recem postados
- Advertisement -