ITAPEMA: PARTIDO NOVO JÁ TEM SEU PRÉ-CANDIDATO A PREFEITO DA CIDADE

- Advertisement -

André de Oliveira falou de suas pretensões no Podcast da Folha nesta quinta-feira

Desde o início deste ano, o Portal Folha do Estado vem se empenhando para que seus leitores e expectadores conheçam a fundo sobre o que pensam e o que pretendem para o município, todos aqueles que se propõem a colocar seus nomes à disposição de seus partidos para as eleições municipais deste ano aqui na Princesinha do Atlântico.

Nesta quinta-feira (28) quem foi questionado pelo jornalista Elias Tenório, sobre suas pretensões em colocar seu nome à opinião pública, foi o pré-candidato do Partido Novo, André de Oliveira.

QUEM É ANDRÉ DE OLIVEIRA?

Segundo o próprio André, ele é nativo do município, filho e neto de nativos. Seus familiares, das três últimas gerações, são de Itapema. Sua mãe é nativa do Sertão do Trombudo, e seu pai nativo do Tabuleiro.

O pré-candidato trabalha na construção civil, já teve uma pequena participação na vida pública local, e desde 2016, quando voltou dos EUA onde fez um intercâmbio, passou a se aprofundar mais na política, tendo sido, inclusive, naquele mesmo ano, candidato a vereador fazendo mais de 500 votos. Dois anos depois candidata-se a deputado estadual tendo recebido mais de 12 mil votos. Mais adiante candidata-se a prefeito, não vence, mas toma gosto pela política.

André contou que ao retornar dos Estados Unidos veio com a idéia de entrar para a política. Contou ainda, que participa de um grupo carismático dentro da Igreja Católica, que na época (lá pelos idos de 2015/16) era coordenador estadual de jovens, portanto já tinha certa liderança, e dentro do estado havia um discernimento sobre a necessidade de se buscar um nome para participar efetivamente como candidato a deputado estadual ou federal. Relatou que dentro desse grupo jovem havia a forte intenção de formar pessoas nesse campo para ingressar na política, apesar da aversão à política de uma parte dos católicos.

André disse que foi durante sua estada nos EUA que deu seus primeiros passos rumo às questões políticas, pelo que viu e ouviu dos norte-americanos. Estudou o modelo americano, viu como as coisas funcionam por lá, e disse que apesar de vivermos na Suíça Brasileira (Santa Catarina) as coisas lá pelos “States” são bem diferentes. Lá as coisas funcionam pra valer. Relatou que ficou impressionado como por lá tudo funciona bem, muito diferente daqui. “E foi diante do que vi por lá que pensei, a gente tem que participar. Se queremos que as coisas funcionem bem por aqui também, é preciso que a gente entre nessa coisa pra fazê-la funcionar. Se ficamos do lado de fora, de nada adianta reclamar. Se não nos envolvemos, não vamos mudar nunca a realidade do Brasil”.

A certa altura do Podcast, o pré-candidato André de Oliveira se empolgou e falou sobre todas as possibilidades que há no Brasil, desde sua matriz energética, seu petróleo, seu fantástico agronegócio, seu povo… Mas também lamentou o porquê das coisas não funcionarem tão bem por aqui. Não pela política, simplesmente, mas por interesses pessoais de alguns grupos que fazem da política o trampolim de seus próprios interesses. “Resolve-se a vida de quem está na política, e quem não está que se lasque”, salientou.

O representante do NOVO também comentou que são essas coisas que atrapalham para que as pessoas de bem não participem da vida política. “E se a gente não participa e não opina, alguém vai participar e opinar pela gente. É por isso que estou entrando, para participar, para poder falar, poder opinar”, disse.

MOBILIDADE URBANA

O jornalista Elias Tenório fez a clássica pergunta: “e quanto a mobilidade urbana de Itapema, o que o seu partido propõe para a cidade?”

A resposta de André foi de que ele e sua equipe estão trabalhando no sentido de formar um grupo técnico que possa encontrar uma solução viável para o trânsito de Itapema que a cada dia apresenta problemas. Mas disse que de nada adianta formatar um projeto viável se não ganhar a eleição. No entanto, frisou a necessidade premente que a cidade tem de melhorar a trafegabilidade dentro do perímetro urbano. E essa melhora tem que ser, inevitavelmente, técnica. “No momento temos um plano diretor que aborda esses detalhes, mas esse plano atende apenas a interesses pontuais, sem se ater ao conjunto da obra, isto é, fazer com que a cidade possa andar com mais desenvoltura e facilidade. Nosso plano para a mobilidade urbana de Itapema é muito bom, porém temos que ganhar as eleições para poder incrementá-lo. Nosso maior problema hoje, nesse sentido, é que a gente não tem planejamento”.

“Assim que passar esse período das filiações, das transferências e regulamentação de títulos eleitorais, enfim de toda a parafernália necessária para a formação do nosso quadro de vereadores, vice-prefeito e prefeito, o registro de candidaturas etc., nosso grupo vai preparar o Plano de Governo do Partido Novo para apresentá-lo à sociedade”, afirmou.

Assista a entrevista na íntegra acessando este link: https://youtube.com/live/tvS-05bTJjM?feature=share

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Redação
Redaçãohttps://www.instagram.com/folhadoestadosc/
Portal do notícias Folha do Estado especializado em jornalismo investigativo e de denúncias, há 20 anos, ajudando a escrever a história dos catarinenses.
- Advertisement -
Must Read
- Advertisement -
Related News