Joinvilenses recebem segunda dose da vacina

- Advertisement -


Nesta semana, integrantes dos grupos prioritários começaram a receber a aplicação da segunda dose da vacina contra a Covid-19 em Joinville. Nos três primeiros dias, 840 pessoas receberam a segunda aplicação, cujo agendamento foi feito no momento em que foi administrado o imunizante pela primeira vez.

O cronograma segue a orientação dos laboratórios responsáveis pelas vacinas e a determinação do Ministério da Saúde para garantir a eficácia da imunização. A aplicação da segunda dose da Coronavac é recomendada para 28 dias após a primeira e a Oxford/AstraZeneca para 90 dias.

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, o envio da segunda dose está garantido para todos aqueles que foram imunizados na primeira etapa.

Primeiras doses devem encerrar nos próximos dias

Até esta quarta-feira (17), a cidade registrou a soma de 10.270 primeiras doses aplicadas, representando 77,2% do total de 13.291 doses recebidas para a primeira aplicação. Os profissionais da saúde seguem protocolos rígidos para evitar a perda técnica, que é inferior a 5%, índice menor que a média nacional.

A expectativa é que até o fim de semana, as 3.021 doses restantes sejam aplicadas em profissionais da saúde e idosos com mais de 90 anos. Este prazo pode variar, caso a pessoa que agendou horário para ser vacinada na Central de Imunização não compareça ou não apresente a documentação exigida. Neste caso, a Secretaria da Saúde vai disponibilizar novas vagas para agendamento no site da Prefeitura.

Grupos seguem regramento estadual

A estimativa da Prefeitura de Joinville é imunizar 112 mil pessoas na primeira etapa, porém a quantidade de doses disponíveis até o momento (13.291) não é suficiente para atender toda a demanda.

Por esse motivo, foi necessário dividir este grupo em etapas, conforme as determinações da Secretaria de Estado da Saúde. Na primeira, estão profissionais da saúde, idosos acima de 75 anos, pessoas com mais 60 anos que vivem em Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs) e a população indígena.

O segundo grupo é composto por idosos com idade entre 60 e 74 anos. Depois, será a vez de vacinar pessoas que apresentam comorbidades previstas no Plano Nacional de Imunização. Na sequência, estão contemplados professores, profissionais das forças de segurança e trabalhadores do sistema prisional.

Ainda não há previsão para Joinville receber mais imunizante. A maior cidade do estado tem materiais, como seringas e agulhas, disponíveis para atender todo o público desta etapa, assim que a vacina for disponibilizada pelo Governo Federal.

Todas as informações da Prefeitura de Joinville sobre Coronavírus estão disponíveis na página Coronavírus em Joinville.

Registrar manifestação para reclamação, sugestão ou elogio sobre estas informações. Para informações adicionais, registrar pedido de informação.

Redação
Redaçãohttps://www.instagram.com/folhadoestadosc/
Portal do notícias Folha do Estado especializado em jornalismo investigativo e de denúncias, há 20 anos, ajudando a escrever a história dos catarinenses.
- Advertisement -
Must Read
- Advertisement -
Related News