DEFESA CIVIL ALERTA PARA VOLUMES ALTOS DE CHUVA NO RS

A Defesa Civil do Rio Grande do Sul emitiu na noite de terça-feira (21) um novo alerta para chuvas intensas no estado, com volumes que podem ficar entre 120 mm e 150 mm na metade sul do estado para os próximos dois dias. 

O SANTO DO DIA: HOJE DIA 23 DE ABRIL É O DIA DE SÃO JORGE

- Advertisement -

Conheça a história do santo e origem da data

Para os católicos, São Jorge é símbolo da força de Deus na luta em favor dos povos excluídos e marginalizados; o santo também é venerado em outras religiões. Conheça um dos santos mais venerados da história.

No dia 23 de abril, é comum que os cariocas acendam velas dentro de suas casas. O motivo é São Jorge, um dos santos da Igreja Católica mais venerados entre os fluminenses, que é homenageado na data.

Vestidos de vermelho e branco, os devotos do santo chegam cedo, ainda na alvorada, e ficam no bairro de Quintino (Rio de Janeiro) ao longo de todo o dia. Espalhadas pelas ruas também estão instaladas dezenas de barraquinhas de comes e bebes.

Apesar de não ser o padroeiro do estado, tampouco da capital — por lá, o padroeiro oficial é São Sebastião —, São Jorge tem um apreço tão popular que se tornou um dia de celebração reconhecido pelo governo fluminense.

Para os católicos, São Jorge é símbolo da força de Deus na luta em favor dos povos excluídos e marginalizados.

QUEM FOI SÃO JORGE?

Popular em várias religiões, o santo é um dos poucos venerados tanto pela Igreja Católica quanto pela Ortodoxa. Também é reconhecido no Candomblé e na Umbanda.

Para os católicos, é representado por um homem com uma lança em cima de um cavalo branco. Foi um soldado que, segundo o Vaticano, morreu por ser cristão e é “padroeiro dos cavaleiros, soldados, escoteiros, esgrimistas e arqueiros”. Costuma ser invocado “contra a peste, a lepra e as serpentes venenosas”.

Além de ser um dos santos mais populares dos cristãos, São Jorge é personagem de diversas histórias medievais que perduraram no tempo e que incluem o famoso relato do combate a um dragão. Na umbanda e no candomblé, ele costuma ser associado a Oxóssi e a Ogum, orixás da caça e da guerra, respectivamente.

Não há registros que confirmem, de fato, a existência de São Jorge. Mas, na história mais popular, ele teria nascido por volta de 280 d. C. na Capadócia, antes de migrar para a Palestina. Foi integrante do exército do Império Romano e foi decapitado em 303 d. C. por negar-se a matar e perseguir cristãos, em 23 de abril daquele ano.

A história de São Jorge foi se expandindo ao longo da idade medieval na Europa. Durante as cruzadas, o santo se tornou um trunfo para cavaleiros e soldados, tido como protetor dos cristãos contra os mouros.

SÃO JORGE MATOU UM DRAGÃO?

Depois de anos como protetor dos cristãos, em 1290, São Jorge foi um dos protagonistas do livro “Lenda Dourada”, escrito por um escriba chamado Jacopo de Varazze. As páginas reuniam algumas das histórias contadas sobre o santo e outras, mais fictícias, sobre seus feitos extraordinários.

No capítulo dedicado a ele, conta-se a história de que a Capadócia sofria com um dragão que destruía as casas turcas e contaminava os rios. O povo, com medo da fera, oferecia jovens virgens como sacrifício para acalmá-lo. Quando a filha do rei da cidade foi enviada para o dragão, São Jorge foi protegê-la montado em um cavalo. Diz a lenda que ele teria vencido o monstro, cortando-lhe a cabeça.

VEJA AS CIDADES QUE ADOTAM O FERIADO:

  • Estado do Rio de Janeiro.
  • São Jorge de Ilhéus, na
  • São Jorge d’Oeste, São Jorge do Ivaí e São Jorge do Patrocínio, todas no Paraná.

São Jorge, no Rio Grande do Sul.

QUAL É O PRÓXIMO FERIADO NACIONAL?

O próximo feriado brasileiro será no dia 1º de maio, Dia Internacional do Trabalho.

 

Redação
Redaçãohttps://www.instagram.com/folhadoestadosc/
Portal do notícias Folha do Estado especializado em jornalismo investigativo e de denúncias, há 20 anos, ajudando a escrever a história dos catarinenses.
- Advertisement -
Must Read
- Advertisement -
Related News