PF combate a posse e o comércio ilegal de arma de fogo

- Advertisement -


Chapecó/SC – Nesta quinta-feira (24/6), a Polícia Federal, com apoio da Polícia Militar, deflagrou a Operação Toldo, com o cumprimento de quatro mandados de busca e apreensão nas Aldeias Indígenas Toldo Imbu, no interior de Abelardo Luz/SC; Xapecozinho, no interior de Entre Rios/SC; e Toldo Chimbangue II, em Chapecó/SC. Participaram da ação 16 policiais federais e 16 policias militares.

A investigação teve início na prisão em flagrante de indígenas que, na manhã do dia 28/11/2020, sequestraram o cacique, sua esposa e dois filhos de 9 e 11 anos de idade, na Aldeia Toldo Pinhal, em Seara/SC.

A partir deste fato, foi instaurado um segundo inquérito policial para apurar indícios de autoria e materialidade dos crimes de posse ilegal de arma de fogo (art. 12 da Lei n. 10.826/2003), comércio ilegal de arma de fogo (art. 17 da Lei n. 10.826/2003) e tráfico de drogas (art. 33 da Lei n. 11.343/2006).

As buscas realizadas nesta data culminaram com a prisão em flagrante de um homem, de 46 anos, residente na Aldeia Indígena Xapecozinho, que estava na posse de uma espingarda calibre 36, com numeração raspada, além de três munições intactas.

Pelo crime de posse ilegal de arma de fogo de uso restrito, o indiciado está sujeito a uma pena de 3 a 6 anos de reclusão (art. 16, §1º, IV da Lei n. 10.826/2003).

Comunicação Social da Polícia Federal em Chapecó/SC

dpf.cm.xap.srsc@dpf.gov.br | www.pf.gov.br

Contato: (49) 3321-6900

Redação
Redaçãohttps://www.instagram.com/folhadoestadosc/
Portal do notícias Folha do Estado especializado em jornalismo investigativo e de denúncias, há 20 anos, ajudando a escrever a história dos catarinenses.
- Advertisement -
Must Read
- Advertisement -
Related News