PF deflagra no Pará Operação para combater crimes de abusos sexuais contra crianças

- Advertisement -


Marabá/PA – A Polícia Federal deflagrou hoje (29/4) a Operação Atrocitas, com o objetivo de coibir a prática dos crimes de estupro de vulnerável, bem como os crimes de produção e armazenamento de material pornográfico infantil, em Marabá/PA.

A PF deu cumprimento a um mandado de prisão preventiva e a três mandados de busca e apreensão. As equipes policiais, compostas por 18 policiais federais, deflagraram a operação simultaneamente nas cidades de Parauapebas/PA, Viseu/PA e Senador Canedo/GO.

As investigações iniciaram a partir de relatório produzido pelo setor especializado no combate ao abuso sexual infantil.  Com o aprofundamento das apurações, verificou-se que o suspeito se valia da convivência íntima com as crianças para cometer os abusos e fotografar as cenas, armazenando as imagens em aparelhos telefônicos e servidores na internet (nuvem).

Confirmada a hipótese criminal investigada, o envolvido pode responder pelos crimes de estupro de vulnerável (Art. 217-A do Código Penal), produção de conteúdo pornográfico envolvendo criança ou adolescente (Art. 240 da Lei 8.069/90 – Estatuto da Criança e do Adolescente) e armazenamento de conteúdo pornográfico infantil (Art. 241-B da Lei 8.069/90 – Estatuto da Criança e do Adolescente).

Comunicação Social da Polícia Federal em Marabá/PA

Contato: (94) 3312-0200

(91) 3214-8029 / 984222396
E-mail: cs.srpa@dpf.gov.br

*** Atrocitas é o termo em latim para atrocidades, ação repleta de perversidade, crueldade.

Redação
Redaçãohttps://www.instagram.com/folhadoestadosc/
Portal do notícias Folha do Estado especializado em jornalismo investigativo e de denúncias, há 20 anos, ajudando a escrever a história dos catarinenses.
- Advertisement -
Must Read
- Advertisement -
Related News