PF deflagra operação de combate à prática de crimes previdenciários

- Advertisement -


Rio Branco/AC – A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (1º/2) a Operação Ignotus, visando combater a prática ilegal de saque de benefício previdenciário. Foram cumpridos dois mandados judiciais, um de prisão preventiva e um de busca e apreensão.

A investigação iniciou-se em fevereiro de 2020 e versa sobre a conduta de um suspeito que, com uso de documentos falsos, tentou reativar o benefício previdenciário na cidade de Sena Madureira/Ac, sem obtenção de sucesso nesse ato. Em seguida, o investigado se deslocou até a Agência de Previdência Social em Itacoatiara/AM, onde conseguiu reativar o benefício previdenciário de aposentadoria por idade, recebendo um valor superior a R$ 50 mil, somente a título de valores atrasados.

O investigado responderá por dois crimes de estelionato majorado, art. 171, § 3º, do Código Penal, falsidade ideológica, art. 299, do Código Penal, uso de documento falso, art. 304, do Código Penal, atribuir falsa identidade, art. 307, do Código Penal, com penas que podem ultrapassar a 10 anos de reclusão.

O nome da operação (Ignotus), em tradução livre do latim para o português, significa desconhecido, vez que o investigado atribuiu a si identidade de pessoa falecida e não revelou sua verdadeira identidade.

A Polícia Federal reforça que as diligências policiais foram cumpridas em total observância às normas sanitárias de prevenção a COVID-19.

Comunicação Social da Polícia Federal no Acre

Fone: (68) 3212-1200 / 3212-1211/ 3212-1213
E-mail: cs.srac@pf.gov.br

Redação
Redaçãohttps://www.instagram.com/folhadoestadosc/
Portal do notícias Folha do Estado especializado em jornalismo investigativo e de denúncias, há 20 anos, ajudando a escrever a história dos catarinenses.
- Advertisement -
Must Read
- Advertisement -
Related News