POLÍCIA PRENDE AVÔ SUSPEITO DE ESTUPRAR OS NETOS

- Advertisement -

POLÍCIA BOTA A MÃO NO SAFADO

Na tarde de quarta feira (08) a Polícia Civil de Porto Belo cumpriu um mandado de prisão preventiva de investigado pelo crime de estupro de vulnerável. A partir de denúncias realizadas na semana passada, de que um avô de 50 anos de idade abusava sexualmente dos netos, um casal de 06 e 10 anos de idade, e também mantinha relação extraconjugal com a nora, mãe das crianças, foi instaurado inquérito policial para investigar o caso. Através de diligências efetuadas, a polícia confirmou que o autor trocava mensagens de cunho sexual com a nora.
A criança, um menino de 10 anos, contou para a avó os abusos e, em conversa com o pai, o garotinho confirmou os fatos de que ele e a irmã eram abusados pelo avô. Durante as investigações foi constatado que o autor já havia registrado um boletim de ocorrência de calúnia contra a sua própria filha, atualmente com 28 anos de idade, porque ela o estaria acusando de ter abusado das outras filhas dele, todas menores de idade.
Ainda, através dos depoimentos, apurou-se que o autor também teria abusado de dois filhos quando estes eram crianças. Fatos ocorridos vinte anos atrás. Após ser preso o autor foi interrogado na Delegacia da Polícia Civil e encaminhado para o Presídio de Tijucas onde irá permanecer à disposição do Poder Judiciário.
A Delegada de Polícia, Luana Backes reforça a importância de se denunciar casos de abuso infantil, os quais normalmente ocorrem no ambiente familiar, envolvendo pessoas próximas, fazendo com que muitas vezes os fatos não cheguem ao conhecimento da polícia e o abusador continue cometendo crimes contra outras crianças.
A delegada ressalta que, na Polícia Civil você pode não ver, mas ela está sempre presentes! Colabore você também com a segurança de nossa cidade, denuncie, disque 181 ou no WhatsApp (48) 98844-0011. Sua identidade será mantida em sigilo.

Redação
Redaçãohttps://www.instagram.com/folhadoestadosc/
Portal do notícias Folha do Estado especializado em jornalismo investigativo e de denúncias, há 20 anos, ajudando a escrever a história dos catarinenses.
- Advertisement -
Must Read
- Advertisement -
Related News