ODONTOLOGIA: ESTAMOS EM 2024 E TUDO TEM MUDADO EM RITMO ACELERADO

A tecnologia chegou e tem transformado nosso dia a dia. Sim, na odontologia não poderia ser diferente. Novos recursos em equipamentos e técnicasclínicas têm garantido confiabilidade e previsibilidade aos tratamentos odontológicos.

POLÍCIAS CIVIL E MILITAR DEFLAGRAM OPERAÇÃO CONJUNTA

- Advertisement -

 

DEU RUIM PARA A BANDIDAGEM

Nesta quinta-feira (30), a Polícia Civil de Santa Catarina e a Polícia Militar, em ação conjunta deflagraram operação policial com o objetivo de prender suspeitos de estarem envolvidos nos disparos de arma de fogo que atingiram dois bombeiros militares que estavam em serviço na noite do dia 18 de março na cidade de Itajaí. No total, foram cumpridos quatro mandados de prisão e sete de busca e apreensão.

INQUÉRITO INSTAURADO
Um inquérito policial foi instaurado para investigar o caso. Câmeras de monitoramento registraram a ação dos bandidos e as imagens foram analisadas pelos policiais civis. A ação foi resultado de um trabalho em conjunto das forças de segurança do Governo do Estado e mobilizou mais de 80 agentes, além de helicópteros da Polícia Civil, da Polícia Militar além de cães farejadores.

AS PRISÕES
Dos quatro mandados de prisão, três pessoas acabaram presas. Uma outra pessoa segue foragida. Além disso, uma mulher foi presa em flagrante por tráfico de drogas. Foram apreendidos celulares e pequenas porções de drogas. Ainda durante as buscas um homem morreu depois de reagir à abordagem e trocar tiros com a Polícia Militar. Durante a ação, um revólver foi apreendido.

O QUE DISSE O DELEGADO
O delegado-geral da PC/SC, Ulisses Gabriel, destacou que, assim que as forças de segurança foram informadas do atentado, a Polícia Civil começou o trabalho de investigação para localizar os criminosos. “Foi uma união de esforços da Polícia Militar e da Polícia Civil que resultou em uma operação bem sucedida com as prisões de hoje”, ressaltou o delegado Ulisses.

FACÇÕES CRIMINOSAS
O delegado responsável pela investigação, Eduardo Ferraz informou que os suspeitos são ligados a facções criminosas. Ele disse que as investigações continuam, mas que já foi possível avaliar como bem sucedida, uma vez que foram presos os dois suspeitos que efetuaram os disparos contra os servidores que atuam na ambulância dos Bombeiros.

UMA PARCERIA CORRETA
O comandante do 1º Batalhão da Polícia Militar de Itajaí, major Ciro Adriano da Silva, acrescentou que essa parceria entre as forças de segurança foi fundamental para a identificação e prisão dos criminosos.

ENTENDA O CASO
Os dois bombeiros militares foram baleados enquanto socorriam uma vítima atingida por tiros, no bairro Espinheiros, em Itajaí. Segundo informações da Polícia Militar, os profissionais fizeram o primeiro atendimento ao homem ferido e, ao se dirigirem ao hospital com a vítima, foram surpreendidos por pessoas armadas que atiraram contra a ambulância. Foi isso que gerou na operação de hoje para prender os meliantes.

Redação
Redaçãohttps://www.instagram.com/folhadoestadosc/
Portal do notícias Folha do Estado especializado em jornalismo investigativo e de denúncias, há 20 anos, ajudando a escrever a história dos catarinenses.
- Advertisement -
Must Read
- Advertisement -
Related News

Isso vai fechar em 20 segundos