RANKING DAS CIDADES MAIS SEGURAS DO BRASIL EM 2023

- Advertisement -

DIVULGAÇÃO FOI NESTA TERÇA-FEIRA DIA 8

Jaraguá do Sul (SC), Salto (SP) e Várzea Paulista (SP) são alguns dos municípios mais seguros do Brasil. A classificação é do Anuário 2023 Cidades Mais Seguras do Brasil©. O indicador exclusivo leva em conta a taxa de óbitos violentos a cada 100 mil habitantes por município brasileiro.

O ranking de cidades mais seguras foi criado com o objetivo de auxiliar brasileiros que estão em busca de regiões mais seguras para se viver no país. O ranking é baseado em dados do Painel de Monitoramento de Mortalidade da Secretaria de Vigilância em Saúde e Ambiente (SVSA), do Ministério da Saúde, e no Censo 2022 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O índice de segurança de cada cidade é calculado conforme a quantidade de mortes violentas a cada 100 mil habitantes.
Para definir o conceito de “mortes violentas” foi realizado o agrupamento de categorias e tratamento de dados com base na metodologia de classificação estatística de mortalidade CID-10, da Organização Mundial da Saúde (OMS).

RANKING GERAL DAS 10 CIDADES MAIS SEGURAS DO BRASIL

Jaraguá do Sul – SC (2,3 assassinatos/100 mil habitantes)
Salto – SP (3,1 assassinatos/100 mil habitantes)
Várzea Paulista – SP (3,5 assassinatos/100 mil habitantes)
Botucatu – SP (3,5 assassinatos/100 mil habitantes)
Indaiatuba – SP (3,5 assassinatos/100 mil habitantes)
Brusque – SC (3,5 assassinatos/100 mil habitantes)
Araraquara – SP (3,9 assassinatos/100 mil habitantes)
Votorantim – SP (4,5 assassinatos/100 mil habitantes)
Lavras – MG (4,8 assassinatos/100 mil habitantes)
Poá – SP (5,1 assassinatos/100 mil habitantes)

O ranking leva em conta municípios brasileiros com 100 mil habitantes ou mais. Não fazem parte do ranking municípios com população inferior a 100 mil habitantes pois, em virtude da menor quantidade populacional, o indicador de assassinatos está sujeito a distorções representativas que podem descaracterizar o objetivo da pesquisa de identificar as cidades mais seguras para se viver. Ao analisar os dados, é importante compreender que há uma forte correlação estatística entre tamanho populacional e aumento da violência. Ou seja, cidades mais populosas tendem a ser mais violentas.

CONFIRA O RANKING COMPLETO

1. JARAGUÁ DO SUL – SANTA CATARINA

Jaraguá do Sul: 2,3 assassinatos/100 mil habitantes.
Cercado por montanhas e uma grande área verde, Jaraguá do Sul é um município com população de 182.660 pessoas localizado em Santa Catarina, a 182 km de Florianópolis. Não é a toa que a cidade ocupa a primeira posição; Santa Catarina é o estado mais seguro do Brasil com taxas de violência bem baixos. Além disso, o local é a quinta maior economia de SC e o terceiro núcleo industrial do estado. Dentre as principais indústrias sediadas em Jaraguá do Sul, é possível citar a WEG, a Metalúrgica TS, a Metalúrgica Menegotti e as empresas de confecções Marisol e Malwee. Pelo grande número de CNPJs registrados na cidade, ela também é uma grande geradora de empregos.

2. SALTO – SÃO PAULO

Salto: 3,1 assassinatos/100 mil habitantes.
Cortado pelo Rio Tietê, Salto fica no estado de São Paulo e é considerado como uma estância turística, contando com 141.988 habitantes. Localizado entre as cidades de Itu e Indaiatuba, o município é assim chamado por conta do Salto do Tietê, uma queda d’água do rio localizada na Praça Archimedes Lammoglia. Salto faz parte da Região Metropolitana de Sorocaba e tem como base da sua economia a prestação de serviços, a atividade comercial e industrial. Uma curiosidade é que as cédulas da moeda nacional são produzidas na cidade, pela indústria Papel de Salto.

3. VÁRZEA PAULISTA – SÃO PAULO

Várzea Paulista: 3,5 assassinatos/100 mil habitantes.
Várzea Paulista é a terceira cidade mais segura do Brasil segundo o Anuário 2023 Cidades Mais Seguras do Brasil© e conta com população entre 100 a 200 mil. O município fica no interior de São Paulo, na Região de Jundiaí e conta com 115.771 moradores. A 45 km da capital, Várzea Paulista é a cidade que mais exporta orquídeas em todo o mundo, possuindo o maior orquidário da América Latina. Com o passar dos anos, o local também se transformou em uma cidade industrial e, por isso, gera muitos empregos. Para quem deseja morar perto de São Paulo, mas sem abrir mão de um cotidiano tranquilo, com ares de interior, a cidade mais segura do país é o CEP indicado.

4. BOTUCATU – SÃO PAULO

Botucatu: 3,5 assassinatos/100 mil habitantes.
Botucatu é uma cidade da Região Centro-Sul de São Paulo, com 136.691 habitantes e um dos melhores indicativos de segurança do país. Botucatu é conhecida como a “cidade dos bons ares”, pelo ar e clima vindos das Cuestas, formação de relevo singular a 840 metros de altitude. Localizada a 235 km da capital paulista, o município tem em sua região mais de 70 cachoeiras, de fácil, médio e difícil acesso. Botucatu é uma cidade com uma vasta infraestrutura de serviços e uma natureza riquíssima, unindo o melhor dos dois mundos.

5. INDAIATUBA – SÃO PAULO

Indaiatuba: 3,5 assassinatos/100 mil habitantes.
A 100 km da capital paulista, Indaiatuba está localizada no interior de São Paulo, na Região Noroeste do estado. Com 266.593 habitantes e diversas vezes considerado o melhor município para se morar no Brasil, a economia da cidade é movimentada pelos comércios, indústrias, agricultura e turismo. Localizada na Microrregião e, também, vizinha de Campinas, a cidade oferece um dia a dia confortável aos seus moradores, com diversas instituições de ensino e oportunidades de crescimento econômico. Ela fica a 10 km do Aeroporto Internacional de Viracopos, facilitando a logística dos viajantes da região.

6. BRUSQUE – SANTA CATARINA

Brusque: 3,5 assassinatos/100 mil habitantes.
Localizada na Região de Blumenau, a cidade de Brusque conta com 141.385 habitantes e um mercado têxtil forte, sendo uma das pioneiras da indústria do estado catarinense. Fundado por alemães, o município está a 99 km de distância de Florianópolis. A “cidade dos tecidos” recebe bastante gente durante o ano por conta do chamado “turismo das compras” da região, ou seja, turistas que vão à Brusque em busca de roupas e utensílios comercializados nos grandes centros comerciais e atacados do município.

7. ARARAQUARA – SÃO PAULO

Araraquara: 3,9 assassinatos/100 mil habitantes.
Araraquara é mais uma cidade do interior de São Paulo que se destaca no Anuário 2023 Cidades Mais Seguras do Brasil© no país. Mais do que segurança, ela é conhecida como um polo educacional, abrigando escolas de qualidade e diversas universidades, como a Universidade Estadual Paulista (UNESP). Com cerca de 242.228 habitantes e uma distância de 270 km da cidade de São Paulo, o município oferece uma expectativa de vida superior à média brasileira e um custo de vida acessível quando comparado aos valores praticados em cidades próximas à capital.

8. VOTORANTIM – SÃO PAULO

Votorantim: 4,5 assassinatos/100 mil habitantes.
Localizada na região metropolitana de Sorocaba, Votorantim fica a 108 km da capital, São Paulo. A cidade de 122 mil habitantes possui economia baseada nas indústrias. A capital do cimento é reconhecida nacionalmente pela produção e distribuição do item de construção para todas as regiões do país. No quesito segurança, a capital obteve taxa de 4,5 óbitos a cada 100 mil habitantes, indicador considerado baixo em comparação com a média nacional de 24,9.

9. LAVRAS, MINAS GERAIS

Lavras: 4,8 assassinatos/100 mil habitantes.
Lavras é um município de Minas Gerais com população de 104.761 pessoas. Os setores econômicos que mais se destacam na cidade são o metalúrgico, o agroindustrial e o têxtil. Além da segurança, ela também é frequentemente mencionada por conta da qualidade da e sua educação. O ensino superior é ainda mais noticiado, já que, comumente, a Universidade Federal de Lavras (UFLA) aparece entre as melhores do país. Por ser uma cidade de estrutura média, Lavras possui um comércio bastante diversificado, proporcionando um dia a dia confortável aos seus moradores.

10. POÁ – SÃO PAULO

Poá: 5,1 assassinatos/100 mil habitantes.
Poá está localizada na Região Metropolitana de São Paulo – SP, no Alto Tietê. A cidade de 103 mil habitantes se destaca pela qualidade de vida. A apenas 51 km da capital paulista, seu Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é considerado alto, com 0,771, com o indicador de zero a um.

Estudo completo e metodologia

Para conferir todos os comparativos do estudo e compreender de forma mais detalhada a metodologia utilizada, acesse o documento completo do Anuário 2023 Cidades Mais Seguras do Brasil. Perguntas frequentes sobre o Anuário 2023 Cidades Mais Seguras do Brasil. Veja aqui as dúvidas mais comuns sobre a classificação do Anuário 2023 Cidades Mais Seguras do Brasil:

Qual é a cidade mais segura do Brasil em 2023?

Na classificação geral, Jaraguá do Sul (SC) foi considerada a cidade mais segura do Brasil, de acordo com dados do Anuário 2023 Cidades Mais Seguras do Brasil©. A taxa de assassinatos registrada na cidade foi de 2,3 a cada 100 mil habitantes. A média brasileira é de 24,9 por 100 mil habitantes.

Qual é a cidade mais perigosa do Brasil atualmente?

A cidade mais insegura do Brasil em 2023 é Santo Antônio de Jesus, no Recôncavo Baiano, de acordo com dados do Anuário 2023 Cidades Mais Seguras do Brasil©. O município conta com taxa de 116,9 mortes a cada 100 mil habitantes. A taxa média brasileira é de 24,9.

Qual é a capital mais segura do país?

Dentre as 27, Florianópolis (SC) é considerada a capital mais segura do Brasil. Com dados do Anuário 2023 Cidades Mais Seguras do Brasil©, a taxa de mortes violentas por lá é de 9,5 a cada 100 mil habitantes.

Como foi feito o Anuário 2023 Cidades Mais Seguras do Brasil?

O Anuário 2023 Cidades Mais Seguras do Brasil© é um indicador que avalia as cidades brasileiras em seu nível de óbitos violentos a cada 100 mil habitantes.
O indicador leva em conta dados mais recentes do Painel de Monitoramento de Mortalidade da Secretaria de Vigilância em Saúde e Ambiente (SVSA), do Ministério da Saúde. É realizando o agrupamento de mortes violentas por cidade com base na classificação estatística de mortalidade CID-10, criada pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Os dados populacionais são baseados no Censo 2022 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

Redação
Redaçãohttps://www.instagram.com/folhadoestadosc/
Portal do notícias Folha do Estado especializado em jornalismo investigativo e de denúncias, há 20 anos, ajudando a escrever a história dos catarinenses.
- Advertisement -
Must Read
- Advertisement -
Related News