ITAJAÍ CHEGA AOS 164 ANOS COMO POTÊNCIA DO PRESENTE DE OLHO NO FUTURO

Em comemoração ao aniversário de 164 anos de Itajaí, celebrado neste sábado (15), serão distribuídas cinco mil fatias de bolo à população. O corte do bolo será a partir das 15h, na Praça Vidal Ramos (Marco Zero),

Selecionados para o 14º Festfolk são divulgados

- Advertisement -


A Secretaria Municipal de Cultura e Relações Institucionais  (SMC) e o  Instituto de Artes Integradas de Blumenau ( Inarti) realizaram na terça-feira, dia 25, a seleção dos grupos inscritos para o 14º. Festfolk – Festival de Danças Folclóricas de Blumenau, que será realizado na Vila Germânica, entre os dias 21 e 24 de abril.

A plataforma disponibilizada pelo instituto para as inscrições foi acessada por 276 grupos de todo o país, sendo que 19 cumpriram todos os critérios determinados pela organização para participar das mostras oficial e paralela, representando 3 regiões brasileiras e 8 etnias: brasileira, afro-brasileira, alemã, italiana, polonesa, árabe, argentina e russa.

A comissão de seleção foi formada pela presidente do Inarti, Maria Teresinha Heimann; pelo secretário da SMC, Rodrigo Ramos; pela professora  e historiadora Sueli Petry; pelo produtor cultural, Nelson Julio; e pelo designer gráfico, Giba Santos, que participam do Festfolk desde suas primeiras edições.

Para a mostra oficial, na Vila Germânica, foram escolhidos os seguintes grupos:  Grupo Folclórico Polonês Orzel Bialyel Bialy, de Criciúma (SC); Cia. Clube de Dança, de Passo Fundo (RS); Grupo Folclórico Teutônia, Blumenau (SC); APAB – Associação Parafolclorica Angelina Blahobrazoff, de Balneário Piçarras (SC); Grupo de Danças Gaúchas e Invernada Artística Rancho de Taura, de Blumenau (SC); Grupo de Dança Folcpopular, de Bezerros (PE); Grupo Folclórico Italiano Valsugana, de Criciúma (SC); Grupo de Pesquisas e Projeções Folclóricas Guararás, Belo Horizonte (MG); MOA – Movimento Artístico Patrícia Dalchau, Joinville (SC); Original Blumenauer Schuhplatter, de Blumenau (SC); Eintrachtvolkstanzgruppe, Blumenau (SC); Mestre TigreMuzenza e os Gungas, de Blumenau (SC), Blumenauer Volkstanzgruppe, de Blumenau (SC); Grupo de Dança Italiana Stella Alpina, de Indaial (SC) e “CHLOPI” – Polski Zespól Folklorystyczny, de Indaial (SC).

A organização do Festfolk divulgará em breve uma relação de grupos que se apresentarão em espaços alternativos. O secretário da SMC , Rodrigo Ramos, explica que havia uma previsão de  trazer novamente o festival. “ Tradicionalmente ele ocorria no meio do ano, mas em função dos prazos de captação junto a Secretaria Nacional de Cultura, a data foi remodelada. De toda sorte, ver a procura dos grupos de manifestação e projeção procurando pelo evento, coloca a cidade novamente no centro da produção da dança folclórica brasileira”, afirma. 

Além das apresentações estão previstas ainda uma mostra paralela, oficinas, feira de artesanato e produtos regionais. “Por conta da movimentação do feriado de Páscoa e Tiradentes, na mesma semana,a expectativa é que blumenauenses e visitantes participem  desse momento da produção folclórica brasileira. A comissão está acompanhando a situação da Pandemia e trabalha com vários cenários. Esperamos que os casos de contaminação reduzam até o mês de abril para que possamos realizar o evento com segurança”, finaliza o secretário Rodrigo.

O Festfolk é uma promoção do Inarti e da Prefeitura Municipal de Blumenau, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Relações Institucionais. O evento conta com o apoio institucional do Centro Cultural 25 de Julho, Associação dos Grupos Folclóricos Germânicos do Vale do Itajaí, Secretaria Municipal de Turismo e Lazer e Parque Vila Germânica. O patrocínio é Texneo, Giassi, Huvispan, Farbe, Texpa, Segalas e Kredilig.  O evento é viabilizado pela Lei de Incentivo à Cultura, por meio da Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo, do Governo Federal.

postada em 26/01/2022 16:27 – 26 visualizações

Fotos

Redação
Redaçãohttps://www.instagram.com/folhadoestadosc/
Portal do notícias Folha do Estado especializado em jornalismo investigativo e de denúncias, há 20 anos, ajudando a escrever a história dos catarinenses.
- Advertisement -
Must Read
- Advertisement -
Related News