SEQUESTRO, CÁRCERE PRIVADO, TORTURA, TRÁFICO DE DROGAS E POSSE IRREGULAR DE MUNIÇÃO

- Advertisement -

Polícia desvenda caso de sequestro à noite passada na rua 430A

Após ser acionada via central regional de emergência, a guarnição 4812 foi averiguar um endereço localizado na rua 430ª, esquina com a rua 426, no Morretes, onde estaria havendo uma possível vítima de sequestro e cárcere privado.

Informações da delegacia de Polícia Civil ressalta que a família fez um boletim de ocorrência (BO) informando que a vítima mandou um vídeo pedindo R$ 9.000,00 para ser liberado, e que ao rastrear através da conta do Google acusou o referido endereço.

No prédio onde há várias residências, os policiais conversaram com um morador sobre os demais vizinhos e identificaram um possível suspeito. Ao baterem na porta dos fundos, o autor atendeu a guarnição e informou que estava sozinho com sua namorada, e que o pequeno apartamento de dois cômodos estava disponível para uma prévia visualização. Ao entrarem, os policiais se depararam com uma pessoa do sexo feminino que se encontrava deitada sobre a cama. A cozinha estava vazia, porém o homem aparentava certo nervosismo. A guarnição desconfiou e estava prestes a solicitar o apoio de outra guarnição. Porém o homem, de 36 anos, estava inquieto e começou a falar sobre a vítima que estava desaparecida. Disse que essa pessoa havia lhe vendido uma moto por R$ 9.000,00, mas que não havia entregue o produto, e que não sabia onde o mesmo estava ou se havia fugido.

O homem demonstrava revolta ao relatar o fato, e ao ser mais indagado perguntou se a guarnição queria ver a casa, e que iria mostrar o apartamento localizado no piso superior. Os integrantes da guarnição disseram que primeiro queriam entrar na kitnet, onde ele estava. Ato contínuo iniciaram as buscas e encontraram a vítima num pequeno corredor, sob efeito de alguma substância psicoativa, possivelmente em estado de choque, com a cabeça raspada e com hematomas.

O homem, de 23 anos, falou em separado com os policiais e disse que não poderia contar nada no momento sob pena de ser morto. Disse que só falaria quando estivesse longe do autor. No entanto, confirmou o cárcere privado e tortura e informou que a mulher não teve participação ativa e que os fatos ocorreram antes dela chegar.

O autor foi preso em flagrante pelo crime de sequestro, cárcere privado e tortura. Já a mulher deixou a casa, não sendo possível sua qualificação.

A guarnição contou com apoio de outros policiais que auxiliaram nas buscas pela residência, onde localizaram diversos objetos oriundos da prática de tráfico de drogas. Foi localizado, no guarda-roupas uma porção de aproximadamente 40 gramas de maconha, uma faca suja com resquícios de maconha, uma balança de precisão, dinheiro R$ 283,10 entre moedas e notas, 1 aparelho celular Samsung branco e prata, 1 aparelho Xiaomi Redmi e 1 munição calibre 32mm.

A guarnição acionou o Samu para avaliar o estado de saúde da vítima, que foi conduzida para o Hospital Santo Antônio de Itapema para medicação e exames e posteriormente foi liberado, sendo encaminhado à Delegacia de Polícia Civil para esclarecimentos.

Redação
Redaçãohttps://www.instagram.com/folhadoestadosc/
Portal do notícias Folha do Estado especializado em jornalismo investigativo e de denúncias, há 20 anos, ajudando a escrever a história dos catarinenses.
- Advertisement -
Must Read
- Advertisement -
Related News